ACM

Atualizado em: 03/01/2018

CEARASAS - Modalidades

Modalidades

AEROMODELISMO

Atualizado

Aeromodelismo é um conjuntonto de atividades que envolvem a construção e o vôo de modelos, em escala reduzida (Modelismo), de aeronaves e espaçonaves (aviões, balões, foguetes etc.). É um tipo de miniaturismo.

Existem várias categorias de aeromodelismo:

VCC - vôo circular controlado, no qual o aero modelo fica ligado ao aeromodelo por meio de cabos;

Radio controlado - o aeromodelo é controlado por meio de um transmissor de radiofreqüência;

Vôo livre - o aeromodelo, depois de lançado, não sofre mais nenhuma interferência por parte do aeromodelista. Pode ser aeromodelo com motor, com elástico ou sem propulsão própria.

Atualmente a categoria mais praticada de aeromodelismo é o radiocontrolado, que divide-se basicamente em três modalidades, que se diferem pelo seu tipo de motor:

Aeromodelos com motores a explosão (combustão interna) - que podem chegar a escalas maiores que 50% das dimensões reais de uma aeronave.

Aeromodelos com motores elétricos - utilizam alta tecnologia, como por exemplo baterias de Polímero de Lítio (LiPo), motores "brushless" (sem escovas), e têm como um dos diferenciais a possibilidade de construir modelos com tamanho e peso reduzidos, como na classe micro, que engloba aeromodelos minúsculos, que chegam a pesar apenas 4 gramas e ter 15 centímetros de envergadura.

Apesar do destaque principalmente para modelos menores, a atual geração de motores brushless e baterias LiPo e LiFe permitem a utilização de motorização elétrica em modelos nas mais diferentes escalas, chegando a mais de 10m de envergadura.

Além da possibilidade de modelos em escala micro, outras vantagens são:

Baixo nível de ruído;

Facilidade na montagem de modelos com extrema acuidade de escala visual, pois motores elétricos não precisam de aberturas para escapamento;

Facilidade na montagem de aeromodelos multimotores (bimotores, trimotores, quadrimotores, etc.), devido ao menor peso dos motores, ausência de vibração e por ser manterem curvas de aceleração equilibradas entre os diversos motores sem necessidade de cuidados adicionais com regulagens;

Envelope de voo mais abrangente, permitindo pousos lentos, voos em locais fechados, ou parques.

Planadores - utilizam cabos tratores tensionados por outros aeromodelos, cabos com elasticos, cabos puxados por motores elétricos, lançados manualmente ou mesmo propelidos por motores eletricos ou a combustão interna, com a caracteristica desses meios apenas levarem os modelos a determinada altura de vôo e posteriormente serem desacoplados ou desligados e o modelo permanece voando apenas pelos principios aerodinâmicos de vôo associados a fenômenos naturais como térmicas ou vento, mas com o modelo com superficies de comando controlado via radiocontrole. Os modelos tem caracteristicas aerodinâmicas diferenciadas como fuselagem e asas delgadas, os tamanhos dos modelos comumente variam de 60cm até mais de 5 metros de envergadura, o tempo de vôo varia mas podem chegar e até ultrapassar o tempo dos modelos motorizados.

HELIMODELISMO

Helimodelismo - é a construção em escala reduzida de helicópteros (civis e militares), mantendo suas mesmas características para vôo, normalmente, com controlo remoto, utilizando motores a explosão (combustão interna) e/ou elétricos. Normalmente praticado como passatempo (hobby), atualmente tem sido muito utilizado profissionalmente para filmagens, no cinema e televisão, para cenas que seriam impossíveis de serem captadas com helicópteros em tamanho real ou outro tipo de aeronave.

Não se deve confundir helimodelismo com aeromodelismo.

AUTOMODELISMO

Automodelismo é a prática de modelismo em automóveis, que podem ser de controle remoto ou estáticos.

Entre os automodelos de controle remoto existem os movidos a combustível ou elétricos. O automodelo a combustão, utilizando um motor a combustão interna, muito semelhante a um motor de dois tempos de motocicletas, denominado glow engine. Já o automodelismo elétrico, como o nome já diz, utilizam um pequeno motor elétrico alimentado por uma bateria recarregável. Os modelos de combustão utilizam como principal combustível o metanol, com uma percentagem de nitrometano que vai até uns 40%, sendo aconselhável, para maior durabilidade, não ultrapassar os 20% a 25% misturado com óleo dois tempos, geralmente sintético, mas por vezes à base de rícino.

Também existem dois grupos principais de automodelos: on road e off road. Os modelos on road são para pistas asfaltadas e são muito semelhantes a carros de stock car, já os automodelos off road são para terra ou terrenos acidentados. Para cada grupo existem categorias que determinam seu tamanho. As mais comuns são 1/5, 1/8 e 1/10. Estes números representam escalas comparando-se com carros verdadeiros, ou seja, um automodelo 1/10 tem um décimo do tamanho de um carro real. O automodelismo radio controlado conta com campeonatos estaduais, nacionais e mundiais.

NAUTIMODELISMO

Nautimodelismo - A prática é tão antiga quanto a história humana! Existem réplicas feitas há mais de 4.000 anos. Há séculos atrás, muitas vezes uma réplica tinha o objetivo de demonstrar para um cliente como ficaria a embarcação encomendada ao armador. Na atualidade divide-se em duas modalidades. Modelismo naval estático, conhecido também como modelismo de vitrine onde os modelos não se destinam a navegar e o modelismo navegável sendo essa segunda modalidade a mais praticada no Brasil haja vista os modelos destinarem-se a navegar podendo ser controlados por sinais de rádio ou não. Poderão ser motorizados ou a vela. Os motorizados utilizam basicamente motores elétricos ou a vapor. Em ambas as modalidades os modelos podem ser uma reprodução em escala ou não. Uma reprodução em escala tem o seu valor elevado por se tratar de uma reprodução quase exata ou, muito próximo disso de uma embarcação. Modelos podem ser reproduzidos e oitiva, ou seja, por meio de uma mera observação do modelo ou de uma imagem, normalmente pecam no que se refere à proporção haja vista perder a proporcionalidade propiciada pela escala. A grande maioria dessas reproduções é, em madeira, mas nada impede que sejam feitas em outro material como plástico ou resinas.

O modelismo naval se divide em duas classes: o modelismo navegável e estático conhecido também como modelismo naval de vitrine.

Os modelos da primeira modalidade são modelos de embarcações, mem sempre réplicas de navios que existem ou existiram, que navegam sendo controladas por um rádio ou não, utilizando como propulsão motores elétricos, a vapor ou apenas velas aproveitando a força do vento.

O modelismo estático, ou de vitrine, tem um maior apego a escala e via de regra reproduçoes reduzidas de modelos existentes ou que já existiram um dia. Isso não quer dizer que não sejam feitos modelos de embarcações míticas ou de criação do próprio construtor.